domingo, 11 de maio de 2014

Dia das Mães




Mamãe, singela expressão de carinho que aprendi a expressar desde os tempos de criança. Pessoa culta, de cabelos finos e macios e de voz aveludada.                                                                                                                                                              Sua inteligência transbordava encantos misturados aos desafios impostos pela vida. Não reclamava. Até parece que não sofria, no entanto nem podia tomar água o suficiente para viver. Como diz a canção de Toquinho: "Tu és feita de amor e de esperança."
Quando criança contou histórias e cantou para eu dormir.                                                              O mundo girou, mas ainda sinto o afago de seus dedos em meus cabelos e suas palavras soam carinhosamente aos meus ouvidos.
Sua presença é constante, pois seus ensinamentos continuam na pauta do cotidiano.
Amiga, companheira e acima de tudo: meu orgulho!
O tempo não volta: “Eu queria, outra vez, mamãe
Começar tudo, tudo de novo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.